15.8.11

voar com ela

Tenho medo de voar. Ninguém diria após muitos, muitos voos na minha vida. Mas parece que quanto mais voo, mais medo tenho. Uma imbecilidade na minha cabeça, que fazer... Adorava a adrenalina de levantar voo, a velocidade na pista e a volta à barriga quando o avião atingia altitude. Agora rezo a todos os santinhos para chegar ao destino.

Ia achar que viajar com a minha filha, ia ser um horror e os meus receios iam duplicar. Afinal de contas não. O stress agora é outro e esse distrai o stress número 1 - tentar que tudo corra bem dentro do avião, que ela não chore, não chateie, que vá entretida, animada, ocupada, confortável (se é que isso possa remotamente acontecer num centímetro cúbico de espaço e a moçoila no colo). Viajar sozinha com ela agora, não foi mau mas também não foi maravilhoso. Ela até que se comportou muito bem tendo em conta a limitação de espaço, as muitas horas fechada a olhar para a mesma cadeira em frente e mesmo senhor ao lado. Trocar fralda naquela miniatura de casa-de-banho, aí sim foi obra prima. Ela já não cabe na mesinha disponível para tal, a modos que foi troca de fralda meio que sentada.

Neste quase um ano de vida dela, já é a sua terceira voyage de avião. Não posso queixar-me muito pois parece que ela entende que a coisa é para comportar... agora quero ver quando começar a ser mais ágil e astuta para se deixar prender a uma cadeira... ah quero. Parece-me que vistas destas, vão começar a reduzir. Ou viajo com uma parafernália de tropas de ajuda, ou ficamos mesmo por aqui...

(Contudo, no entanto, parece que o receio de viajar foi camuflado por tudo isto...)

Imagens da minha autoria para ballon blanc

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...